Mutirões de Confissões nas foranias da Diocese de Divinópolis

Segunda-feira, 19 de março de 2018 às 0h 00  - Atualizado às 8h 15

POR QUE O SACRAMENTO DA CONFISSÃO?

Porque Nosso Senhor Jesus Cristo confiou aos apóstolos o ministério da reconciliação. Por graça do Espírito Santo, disse o Senhor: "Recebei o Espírito Santo. Aqueles a quem perdoardes os pecados, ser-lhes-ão perdoados; àqueles a quem o retiverdes, ser-lhe-ão retidos" (Jo 20, 22-23).

 

Os próprios apóstolos tinham plena consciência do mandato do Senhor, de em nome de Jesus perdoar e batizar para a remissão dos pecados e o recebimento do  Dom da Graça de Deus. Pregava São Pedro: "Arrependei-vos, portanto, e convertei-vos, para serem apagados os vossos pecados" (At 3,19).

 

 

POR QUE NÃO POSSO CONFESSAR DIRETAMENTE COM DEUS?

Deus quer perdoar-nos através de um rito que nos manifeste claramente a sua misericórdia e o seu perdão. A presença do padre - instrumento vivo de Cristo Sacerdote - torna palpável a presença de Jesus. Ao ouvir uma confissão, o sacerdote atua na pessoa e em nome de Cristo. Empresta sua inteligência, as suas mãos, o seu olhar, a sua voz, e é Cristo quem nos acolhe, escuta e perdoa. É Ele mesmo quem nos diz: "Eu te absolvo dos seus pecados. Vai em paz!"

 

Além disso, a nossa salvação é graça de Deus, não é mérito nosso. Não é porque estou arrependido, que mereço perdão de Deus, e sim porque Deus é amor e misericórdia em Cristo. Pelo mistério da sua Paixão e Ressurreição é concedido o merecimento por Cristo e em Cristo do perdão dos meus pecados, esta graça é mediada pelo ministério sacerdotal, que os padres recebem da Igreja para, em nome de Jesus, perdoar os pecados. "É por graça que sois salvos" (cf. Ef 2, 4-10).

 

 

POR QUE DEVO ME CONFESSAR NA QUARESMA? QUANTAS VEZES DEVO ME CONFESSAR AO ANO?

Fazemos nossa conifssão na quaresma, pois estamos nos preparando, pela penitência e as boas obras para maior festa do calendário cristão: a Páscoa de Jesus. Por isso, queremos estar com o coração purificado e limpo, fervorosos por acolher os dons espirituais das celebrações do grande mistério da nossa salvação, que é a Paixão, Morte e Ressurreição de Jesus. A Confissão sacramental é sempre necessária quando conscientemente se pratica um pecado grave voluntário, quebrando a amizade com Cristo e a Aliança com o Criador, mesmo se fora do tempo da quresma. É oportunio confessar-se também pela celebração do Natal do Senhor.

 

 

QUANDO SE PRATICA UM PECADO GRAVE?

Sempre que se desrespeita um dos dez mandamentos, Deus é ofendido, pois o amor a Ele e ao próximo é rompido, seria o mesmo que trocar um bem maior por um bem menor, ou mesmo por um mal. É bom ver e compreender os dez mandamentos não como um conjunto de proibições, mas como um conjunto de afirmações, um Sim a Deus, à família, à Vida, ao respeito ao próximo, e ao que é do próximo. Sempre que se pratica um ato deliberadamente mau, deve-se procurar um padre para a sua vonfissão sacramental, para a reconciliação plena com Deus, com a Igreja e com os irmãos.

 

 

MESMO NÃO TENDO COMETIDO PECADO GRAVE DEVO ME CONFESSAR?

Sim. Os pecados lever ou veniais devem ser confessados, pois com o tempo enfraquecem o amor a Deus e ao próximo. Além disso, é sinal de orgulho, soberba, não reconhecer os próprios erros, limitações e defeitos.

 

 

PROGRAMAÇÃO DOS MUTIRÕES DE CONFISSÕES  NAS FORANIAS DA DIOCESE DE DIVINÓPOLIS

Clique em cada forania e faça o download da programação.

 

 

Publicidade