×

Conteúdo

Vigília e solenidade de Pentecostes na Catedral Diocesana

terça-feira, 17 de maio de 16 às 08:20

A catedral viveu momentos inesquecíveis nesse final de semana, 14 e 15 de maio. Beleza, emoção, fé e oração marcaram a Vigília, no sábado à noite e as Solenidades de Pentecostes, ao longo do domingo.



Alvorada festiva, missas, café comunitário, oração do Ângelus, recitação de terços, Solene Celebração das Vésperas presidida pelo bispo diocesano com a participação do padre Luis Carlos Amorim e do padre Carlos Eduardo, procissão com a imagem do Divino Espírito Santo, banda de música, encenação de Pentecostes, descendimento e entrega da Bandeira do Divino ao casal de Mordomos de 2017,  guarda de congado Nova Estrela do Alto São Vicente, fogos de artifício e barraquinhas, fizeram o domingo de Pentecostes, ainda mais celebrado.



Durante os dez dias de preparação para a festa de Pentecostes, toda a comunidade da paróquia do Divino Espírito Santo se viu envolvida de forma amorosa, dedicada e em espírito orante, para visualizar e celebrar o mistério pascal de Jesus na sua totalidade. O mistério pascal de Jesus tem dentro do seu ciclo a encarnação,  a vida, a paixão, morte, ressurreição, ascensão e a doação do Espírito Santo em  Pentecostes.



A última missa da noite foi presidida por dom José Carlos e concelebrada por o monsenhor Moacir Arantes com vários padres da diocese de Divinópolis.



Em sua homilia, dom José destacou que a Festa de Pentecostes deve fazer surgir a necessidade, a possibilidade e urgência da unidade. Enfatizou que cada um recebe o dom do Espírito, em vista do bem de todos, do bem  comum. Que cada um  recebe o Espírito para realizar uma missão, que tem como foco, o perdão.



É pelo perdão que se retorna à unidade. Se não há perdão, não há unidade, não há vínculos restaurados. Se não há perdão,  se perde a junção com o Espírito, que é  a capacidade dos diferentes serem capazes de uma verdadeira reconciliação. Finalizou desejando que a Festa de Pentecostes ajude a abertura  ao diálogo, ao perdão e à unidade.



Ao final da Celebração, monsenhor Moacir Arantes, que foi calorosamente aplaudido pela indicação a bispo auxiliar de Goiânia, agradeceu as manifestações de carinho, felicitações e orações de todos.

 

 

POR MARIA TERESA FERNANDES

Notícias Relacionadas

20 fev 15
12 dez 18
22 jul 16
01 set 15

Parceiros