Dom Tarcísio Nascentes dos Santos

Nascido aos 27 de fevereiro de 1954, em Niterói-RJ, Dom Tarcísio Nascentes dos Santos, terceiro dos cinco filhos do casal Elói e Emerita, encontrou, desde o primeiro momento, um ambiente de carinho e dedicação, ainda mais acentuado pela presença sempre cuidadosa de sua "Tia Terezinha", irmã de sua mãe.“Mergulhado” que estava em uma família de forte formação católica, foi batizado logo aos oito dias de nascido, tendo como padrinhos o próprio pároco de São Sebastião, no Barreto, Monsenhor João Quintella Raeder, que ministrou o sacramento, bem como a sra. Maria de Lourdes Monteiro, grande amiga da família e reconhecida na comunidade daquela época como “boa e severa professora de religião”.

 

 

Desde a mais tenra idade, o menino Tarcísio frequentava a Paróquia do Sagrado Coração de Jesus, no bairro Mutuá, em São Gonçalo- RJ, então local de residência de sua família. Recebeu a sua primeira comunhão aos 8 de dezembro de 1962, após orientação e catequese de seu pároco, Padre Stéfano Bertaina, o mesmo que pouco tempo depois o encaminharia ao Seminário Menor de São José da Arquidiocese de Niterói. Contava, em seu ingresso, com 10 anos de idade.

 


Ingressou no Seminário Maior no ano de 1972. Fez o curso de Filosofia na então Escola Teológica da Congregação Beneditina do Brasil (Mosteiro de São Bento do Rio de Janeiro). Em 1975, permanecendo ligado à Arquidiocese de Niterói, iniciou o quadriênio teológico no Seminário Maior de Mariana, retornando a Niterói, em meados de 1976, e concluindo os estudos naquela mesma instituição onde cursava a Filosofia, a Escola Teológica da Congregação Beneditina do Brasil. Foi ordenado sacerdote no dia 08 de dezembro de 1978, por Dom José Gonçalves da Costa, então Arcebispo de Niterói. Foi pároco de São Domingos, em Niterói, Vice-reitor e ecônomo do Seminário e pároco de Nossa Senhora de Nazaré, em Saquarema. De 1985 a 1991, deixou o Brasil para aprofundar os seus estudos em Roma, obtendo o seu bacharelado em Teologia, no dia 14 de outubro 1985. Ingressou imediatamente no Mestrado, desenvolvendo seu trabalho na área de Teologia Sistemática, área que escolheria também para seu doutoramento, concluído em janeiro de 1992. Retornando à  Arquidiocese de Niterói, desenvolveu intenso ministério, com zelo e espírito de serviço; e sem nunca descuidar de sua formação.

 


Vale lembrar, ademais, as suas responsabilidades como Vigário Episcopal de Niterói-Norte e de todo o seu trabalho  de cunho acadêmico, como professor de Teologia Fundamental e de Teologia Sistemática, na Faculdade de São Bento, no Rio de Janeiro, no IFTSJ e no Seminário Maior de Nova Friburgo.

 

Eleito bispo de Divinópolis em 11 fevereiro de 2009. Seu lema é: “Spe salvi” (Salvos na esperança).

 

Sua sagração aconteceu na manhã de sábado, 19 de abril 2009, no Ginásio Dom Bosco, em Niterói (RJ). Presidida por Dom Frei Alano Maria Pena, a Santa Missa teve como Bispos consagrantes Dom José Belvino do Nascimento, Bispo Emérito de Divinópolis e Dom Rafael Llano Cifuentes, Bispo Diocesano de Nova Friburgo. No dia 17 de maio de 2009, solenemente, tomou posse na Diocese de Divinópolis, onde milhares de fiéis lotaram os arredores da Catedral do Divino Espírito Santo.

 


No dia 1º de agosto de 2012, Bento XVI anuncia sua transferência para a Diocese de Duque de Caxias-RJ. Sua posse em Duque de Caxias foi no dia 03 de novembro de 2012 na Catedral de Santo Antônio, onde contou com  a presença de mais de 20 bispos, todo o clero de Duque de Caxias e centenas de Padres e amigos da Diocese de Divinópolis.

 

 

 

• Nascido em Niterói - RJ, em 27 de fevereiro de 1954
• Ordenado Sacerdote em Niterói - RJ, em 08 de dezembro de 1978
• Eleito Bispo da Diocese de Divinópolis - MG, em 11 de fevereiro de 2009
• Sagrado Bispo em Niterói - RJ, em 18 de abril de 2009
• Posse em Divinópolis - MG, em 17 de maio de 2009
• Transferido para Duque de Caxias-RJ: 01 de agosto de 2012

 

 

Fotos

Clique na imagem para ampliar.

Publicidade