×

Conteúdo

Comunidades

Nossa Senhora Auxiliadora

Matriz de Nossa Senhora Auxiliadora

Matriz de Nossa Senhora Auxiliadora

Bairro Jardim Beatriz

 

 

A “Comunidade do Bairro Dom Bosco” pertencia à Paróquia São Francisco. Os freis sempre preocupados com a formação dos leigos construíram ali o “Salem”. Nesse espaço celebravam missas, reuniam a comunidade e procuravam promove-la em todos os sentidos. Com o passar do tempo, a comunidade adquiriu um lote com o objetivo de construir uma nova Igreja. Por excessos de trabalhos os franciscanos começaram a contar com a ajuda dos padres salesianos para celebrar no bairro aos domingos. A partir do dia 10 de janeiro de 1978, os padres salesianos começaram a celebrar no Salem.

Em 1983, Pe. Hernani veio para Pará de Minas, com o objetivo de ajudar na formação dos seminaristas salesianos. Nessa época os seminaristas da Diocese de Divinópolis também moravam no Patronato. No dia 28 de janeiro de 1984, Pe. Hernani fez uma reunião com os moradores do bairro após a missa. Começou então a “Campanha do Cimento”, com o objetivo de construir a nova Igreja. Dia 08 de julho realizou-se o “mutirão” para a capina do lote e no dia 15 de julho, Pe. Hernani celebrou ali a primeira missa e abençoou a pedra fundamental. Dr. Odilon Rodrigues doou quatro lotes para a construção da Igreja. No dia 29 de julho aconteceu o primeiro mutirão para fazer os tubulhões da Igreja. Pe. Lisboa, diretor do Patronato abençoou esse trabalho e junto com os seminaristas da época pegou firme no trabalho para ajudar a construir a Igreja. A partir de agosto de 1984, a Comunidade passou a contar também com a ajuda da Prefeitura Municipal para muitos trabalhos. No dia 23 de setembro de 1984, foi realizado um grande leilão de bezerros com cento e trinta cabeças! Devido às chuvas, em dezembro a obra ficou parada. Mas, em fevereiro de 1985, a lage da nova Igreja já estava colocada. Daí vieram novas campanhas e novos mutirões... No dia 18 de maio de 1985, Pe. Hernani celebrava a primeira missa na nova Igreja. No dia 24 de maio, dia da padroeira, Pe. Hernani planejou uma grande procissão com a imagem de N. S. Auxiliadora pelas ruas de Pará de Minas. As músicas da celebração foram compostas por Pe. Lisboa. Em Abril de 86 a quadra da Igreja foi construída. Ainda nesse mês, Pe. Décio Zandonaide, Inspetor Salesiano escreveu a Dom José Costa Campos, bispo de Divinópolis, dizendo que a Congregação poderia assumir a nova paróquia, caso ela fosse criada. Indicava também, Pe. Hernani para cuidar da mesma.  Mediante o Decreto nº 36 Dom José Criou a nova paróquia no dia 17 de maio de 86 e nomeou Pe. Hernani como primeiro vigário. A decisão de construir a casa paroquial e o salão ao lado da Igreja foi tomada em  outubro de 1989. Em 12 de outubro de 89, a paróquia recebeu a primeira visita pastoral de D. José Belvino do Nascimento. Pe. Hernani, deixou a Congregação Salesiana e filiou-se ao Clero diocesano. Em 1994 Pe. Hernani foi transferido para Conceição do Pará.
Pe. Ézio Daher foi empossado na paróquia como vigário paroquial em 17 de maio de 1986 e faleceu em julho do mesmo ano. Seu corpo foi velado na Matriz..
No dia 03 de abril de 1994, Pe. Heli tomou posse na Paróquia. A partir do dia 1º de novembro de 94, as Comunidades de Bom Sucesso, Paivas e Sobrado, passaram a pertencer definitivamente à Paróquia N. S. Auxiliadora. Em novembro de 94, a Paróquia adquiriu dois lotes anexos à Matriz. Hoje eles servem de estacionamento. Logo em seguida Pe. Heli começou a reforma e ampliação da Capela de Nossa Senhora Aparecida, no Belvedere. Durante sua gestão a quadra da Igreja também foi coberta. Para cobrir esses gastos foi feita uma rifa de um carro “Gol”, zero KM.

No dia 22 de fevereiro de 2000, Pe. Geraldo Martins Lisboa, recebeu a provisão de Vigário Auxiliar da Paróquia. Ao final desse ano, Pe. Heli foi transferido para Itaúna. Faleceu no dia 17 de maio de 2001. Seu corpo repousa no Cemitério Santo Antônio, em Pará de Minas.

Em Janeiro de 2001, Pe. Edílson Antônio Manoel, tomou posse na Paróquia como Administrador Paroquial. Pe. Lisboa continuou como Vigário Paroquial. Em março do mesmo ano Pe. Edílson deixou a paróquia. Pe. Lisboa continuou a atender a paróquia. Com seu zelo pastoral dedicou muito à catequese, equipe de música, coroinhas e acólitos. Juntamente com a comunidade realizou o sorteio de duas motos para fazer reparos na quadra e salão paroquial. Enfrentou muitas dificuldades e incompreensões. Em dezembro de 2003, entregou os cuidados da Paróquia novamente ao Pe. Hernani. De dezembro de 2003 ao dia 1º de novembro de 2007, temos poucos registros escritos na paróquia. Mas, podemos perceber o grande esforço de Pe. Hernani e Comunidade para reformar a Igreja Matriz. Pe. Hernani era zeloso com a liturgia e procurou marcar a cidade com sua presença, sobretudo durante as semanas santas. Acometido por uma grave enfermidade, Pe. Hernani faleceu no dia 02 de novembro de 2007 vitimado por uma hemorragia pós-cirúrgica no Hospital Felício Rocho, em Belo Horizonte. Seu corpo foi velado na Matriz, sob forte comoção popular. Hoje ele se descansa no Cemitério Santo Antônio, em Pará de Minas. Vale destacar nesse período de dor, a boa atuação dos leigos e da coordenação do Conselho de Pastoral Paroquial, que de forma madura e equilibrada não deixaram o barco afundar.

Em  outubro de 2007, Pe. Geraldo Gabriel, então Vigário Forâneo, começou a ajudar  na Paróquia Auxiliadora, por causa da enfermidade de Pe. Hernani. Em fevereiro de 2010, foi empossado como pároco. Com a ajuda de Deus, a intercessão dos Padres Ézio, Heli e Hernani e com o apoio da Comunidade procura dar continuidade ao belíssimo trabalho de seus antecessores. A Paróquia de Nossa Senhora Auxiliadora conta com a proteção de Dom Bosco e com o apoio de todos aqueles que viram nascer e crescer esse trabalho tão nobre e bonito!
Pe. Osmar Soares de Melo nasceu em Pará de Minas, no dia 31/05/51. É o sexto filho do casal: Gersino Duque dos Reis e Dona Alice Soares de Melo. Seus pais tiveram onze filhos. Em 1960, sua família mudou-se para S. Gotardo e permaneceu por lá seis anos. Depois se mudou para Goiás e morou em Luziânia até 1972. Em seguida mudou-se para Brasília. Em 1973, o jovem Osmar começou a participar do Movimento Vicentino onde descobriu a vocação sacerdotal e começou a participar dos encontros vocacionais. Em 78, ingressou-se no Seminário Arquidiocesano de Brasília – Seminário N. Sra. De Fátima. O Ensino Médio ele terminou em 1980 seguindo, depois, para Novo Hamburgo, no Rio Grande do Sul onde cursou filosofia concluindo esse curso em 85. De 1990 a 1994 ele morou em Campo Grande – Mato Grosso do Sul, para estudar Teologia, seguindo depois para Santa Cruz do Sul. Em 2000, foi ordenado Diácono, no dia 12 de março. No dia 05 de maio do mesmo ano recebeu a Ordenação Sacerdotal em Herveiras, Diocese de Santa Cruz do Sul. Ficou nessa Cidade até 2003 seguindo depois para Encruzilhada do Sul. Em 2004 trabalhou em Rio Pardo e em 2005 na Paróquia do Divino Espírito Santo em Santa Cruz do Sul. Em 2007 mudou-se para Estância Nova, Paróquia N. Sra. De Lurdes. Em dezembro de 2011 mudou-se para Pará de Minas. Recebeu provisão de Vigário Auxiliar da Paróquia N. Sra. Auxiliadora, nessa Cidade, no dia 29/03/2012. No dia 14 de abril desse ano, foi apresentado como Vigário Auxiliar, na Paróquia N. Sra. Auxiliadora.

Notícias Relacionadas

05 ago 14
06 ago 13
11 jun 14
08 ago 14

Parceiros