×

Conteúdo

Comunidades

Capela de Nossa Senhora Aparecida

Capela de Nossa Senhora Aparecida

Capela de Nossa Senhora Aparecida

Bairro Belvedere

 

 

Quem passa pela Rua Nossa Senhora Aparecida, no Bairro Belvedere, atualmente, não faz ideia de como essa rua nasceu. No começo do Bairro,  havia ali,  apenas um caminho que os moradores das comunidades rurais utilizavam como atalho para chegar à cidade. Pequenas casas foram construídas sem muros, algumas cercadas somente com arame farpado ou até mesmo sem eles.

 

Morava no local,  povo simples que lutava pela sobrevivência com muitas dificuldades, mas  carregava em seus corações grande devoção à Nossa Senhora Aparecida. O sonho de uma capela na  Vila,  ganhou forma após a  doação de um faixa de terra, para construí-la, feita por Sr. João Melo franco. Mas ainda não estava na hora, o pároco da Paróquia de São Francisco, Frei Jorge, sensível à necessidade do povo, optou  por construir no local,  uma grande lavanderia comunitária e um salão onde eram realizadas celebrações, reuniões etc.

 

Em 1983, aconteceram as Missões Franciscanas que marcaram o início da construção da Igreja. Com o entusiasmo das missões a Vila se junta  ao Bairro Belvedere. O povo unido, apoiado pelos Freis Estanislau e Márcio demoliram parte da lavanderia que não estava mais em funcionamento.

 

Com grande mutirão, quebraram  as  caixas d’água de cimento; aproveitou- se o telhado e algumas paredes e com muito sacrifício nas organizações de barraquinhas, doações ... surge, enfim,  à Capela de Nª Sª. Aparecida!

 

Com a criação da paróquia de Nª Sª. Auxiliadora à qual passamos a pertencer, nosso primeiro pároco Pe. Ernani com o seu dinamismo impulsionou a festa da Padroeira, ocasião em que muitos devotos de toda a região participavam sempre em  grande número. Época também em que se chegou à conclusão que a capela já estava pequena. E começou apresentar alguns problemas estruturais, como rachaduras nas paredes, telhado de madeira ficando perigoso. Neste ponto da caminhada fomos surpreendidos pelo a troca dos párocos Pe. Ernani vai deixando muitas saudades, chega Pe. Heli Lourenço animadíssimo a ampliar a Igreja, somos testemunhas de sua dedicação e acompanhamento, sua preocupação em formar a Igreja povo nos seus ideais cristãos.  Dura caminhada mas também gratificante, pouco tempo ao termino da ampliação e reforma da igreja o Pe. Heli foi transferido para uma paróquia em Itaúna, nosso novo pároco com muitos planos foi o Pe. Edílson que ficou por um curto período.  Pe. Lisboa, então, fica como responsável pela paróquia, com seu talento artístico e boa vontade nos presenteou com os quadros da via sacra pintados por ele mesmo.

 

Mais tarde, Pe. Ernani volta a ser nosso vigário, ficando com a saúde frágil vindo a falecer, momento de dor e sofrimento.


Em meio a tudo isso, a mãe Aparecida nos envia alguém para nós fortalecer e  ajudar a dizer que a história continua, Pe. Geraldo Gabriel chegou com sua devoção mariana muito nos animou, ampliou e reformou a capela do santíssimo e a sacristia, construiu um novo salão para a catequese e reuniões. Fez também melhorias no galpão  da Igreja, motivando a organização das pastorais e dos movimentos da comunidade. E assim a história continua. Em junho de 2008, Pe. Gabriel começou a celebrar a missa no Bairro vizinho, popularmente conhecido por "Morro do Caneco". Mas, esse nome carrega muita discriminação e, por isso, juntamente, com a Comunidade local o nome foi mudado para "Morro de Santa Cruz". Nesse bairro vizinho, decidiu-se colocar um cruzeiro, que acabou ficando muito bonito. Hoje a Vila tem oportunidade de ajudar essa comunidade nascente, que também passa pelas dificuldades naturais de comunidade em formação.O Morro de Santa Cruz, atualmente(2014), já conta com Capela e Santíssimo Sacramento.

 


Nota: Informações baseadas num relatório elaborado por Pedro Grevi de Almeida.

Notícias Relacionadas

01 ago 14
06 ago 13
15 jul 13
19 set 13

Parceiros